Sinais


A vida na estrada é tão intensa que não dá pra imaginar o futuro. Sinto que muita coisa me aguarda nele, sinto, mas não há praticidade em viver um centésimo do que está por vir.

Essa fase de retorno à Estrada Real tem me mostrado e provado muito. Até então, a etapa 1 estava “enterrada” em 2013, quando o Projeto Giraventura, de fato, começou. Sempre imaginei que, deste passado, permaneceria apenas a experiência que somar-se-ia aos 7 anos posteriores vividos por mim. Dessa forma, desfrutaria mais experiente do hoje, ponto!

Entretanto, dentro das minhas escolhas e do conjunto de surpresas que a vida nos oferece, apareço em Minas novamente, em nova fase, dessa vez, guiando um cicloturista europeu pelo Caminho dos Diamantes.

O que quero dizer com tudo isso? É que nunca devemos desprezar os sinais que a vida nos dá constantemente. No meu caso, a linda Estrada Real que percorri em 2013 estava adormecida. É como se fosse um copo de cheio de água antiga, o qual a sujeira decanta ao fundo após um período. Como a vida não dá mole, essa meteu o dedo dentro do copo e o agitou; meu pensamento revirou nesse período que cruzo o Caminho dos Diamantes. Ao mesmo que revivi momentos incríveis, passei a enxergar o ruim que não via, passando por exemplo em Bento Rodrigues e assistindo à uma natureza devastada pela incompetência das empresas Samarco e Vale.

Confesso que me senti desconfortável na entrada da portaria da Samarco, a ponto do vigilante me perguntar se estava bem. Sabia que deveria encarar esse desafio, foi minha escolha. Afinal olhar de frente a coisas não tão boas também faz parte da transformação, do aprendizado. Hoje, vivenciei cenas horrorosas, um rio morto e uma cidade destruída. Pedalar em cima de escombros e pessoas que jamais encontradas é desconfortável.

Daí você pensa: pra que isso? Acredito que a vida é feita de desafios e para crescermos precisamos enfrentá-los.

Hoje, a sujeira decantada do copo levantou, mas abriu meus olhos e meu coração e me proporcionou ver um mundo diferente do que imaginava.

40 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Nestor Freire, ciclista e empreendedor

Engenheiro mecânico formado pela FAAP, ciclista e palestrante, o paulistano Nestor Freire nasce em janeiro de 1967. Desde a infância, a bicicleta sempre esteve presente em sua vida. Continua...

® 2020 Giraventura Consultoria