top of page

DOMINGUINHOS DA PEDRA - ESTRADA REAL


Em janeiro de 2013, partia para primeira etapa do Projeto Giraventura, percorrer os 1.200 km da Estrada Real. Minha rota foi dividida em 2 trechos: o Caminho dos Diamantes que ia de Diamantina a Ouro Preto e o Caminho Velho que ia de Outro Preto a Paraty. Foi no Caminho Velho que no início de janeiro, atravessando da cidade mineira de Morro do Pilar a Itambé do Mato Dentro que tive um encontro que me marcaria até hoje.


Em Morro do Pilar, ouvi falar de um homem que morava em uma caverna em plena Serra do Cipó. Parecia lenda, mas era verdade! Seu nome? Domingos Albino Ferreira, mais conhecido como Dominguinhos da Pedra. Um eremita que viveu nas montanhas de Itambé como um ser da natureza. Sua história conta que após uma tremenda desilusão amorosa, ele decidiu viver isolado da população foi morar embaixo de uma pedra.


Diziam que Dominguinhos falava muito sobre o silêncio e o silêncio é algo que sempre me intrigou. O silêncio é a linguagem dos fortes. O silêncio nos tira da zona de conforto, abala nossas estruturas, nos deixa vulneráveis e mais sensíveis àquilo que antes estava oculto; ele tem a capacidade de iluminar nossa consciência para as realidades mais confusas, ajuda no processo de compreensão e esclarece nosso entendimento. Dominguinhos era o mestre do silêncio.

Estrada Real entre Morro do Pilar e Itambé do Mato Dentro, MG.

Chegando a Itambé, procurei uma pousada para dormir e então que fui saber um pouco mais da história de Dominguinhos. Diziam que motivo que o fez se tornar eremita foi o fato de ter se apaixonado por uma das filhas de um fazendeiro que era seu patrão. Durante alguns anos — e não poucos — uma pessoa em Itambé do Mato Dentro recebia o seu dinheiro da aposentadoria, dava-lhe uma cesta básica simples — gordura, ovos, arroz, feijão, queijo e fubá — e ficava com o resto. Era um empréstimo, dizia ele, que até o momento não retornou ao seu dono, denuncia com simplicidade e sem esperança de receber até mesmo o capital, quanto menos os juros. Viveu em uma caverna embaixo da pedra durante mais de 40 anos onde hoje há um monumento que o homenageia no local.

Voltei à Estrada Real em 2021 já com o monumento em homenagem a Dominguinhos

Faleceu em 2011 em Itabira, MG, com 79 anos. Saiba mais sobre a história de Dominguinhos da Pedra no excelente documentário de 2004 dirigido por Cao Guimarães: https://vimeo.com/526157378

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page