Dia #15: Cunha

Atualizado: 13 de Mai de 2019



►Imagem marcante me informava que a cicloviagem realmente estava no fim.


Paróquia Nossa Senhora da Conceição, Cunha, 74 km depois de Cachoeira Paulista. A igreja, construída em 1731, é um exemplo do barroco paulista. Em seu interior se encontram ainda preservados altares e imagens habilmente talhados em madeira. A quase intransponível Serra de Cunha foi um obstáculo inesperado, mas vencido. A sensação térmica de 45°C acabou com o último resquício de energia nesse final.


►Assim como Caxambu, Cunha também me recebe com um belo arco-íris. A Estância Climática de Cunha tem suas origens por volta de 1695. Nessa época, muitos aventureiros subiam a serra pela trilha dos Guaianás, com destino ao Sertão de Minas Gerais, atraídos pela notícia de que havia ouro e pedras preciosas naquela região. Com isso, Cunha, que era conhecida como “Boca do Sertão”, tornou-se parada obrigatória para descanso e reabastecimento das tropas.

#brasil #catedral

1 visualização

Nestor Freire, engenheiro e cicloviajante

Engenheiro mecânico formado pela FAAP, ciclista e palestrante, o paulistano Nestor Freire nasce em janeiro de 1967. Desde a infância, a bicicleta sempre esteve presente em sua vida. Continua...

® 2020 Giraventura Consultoria