top of page

CAMINHO DO NORTE DE SANTIAGO - DIA 28 DE MARÇO

O ano era 2014, quando pedalei pela primeira vez pelo Caminho de Santiago. Tão logo, cheguei a Barcelona, início da minha peregrinação de 1.200 km, amigos me orientaram: “seguiu la fletxa groga”, traduzindo: siga a seta amarela.


Assim como Alice seguiu o coelho branco, a proposta era para mim nada mais do que um convite a uma jornada rumo ao improvável. O desconhecido que tememos, que não nos coloca em posições de conforto. São desafios da vida.


Aprendi que o verdadeiro mentor não te ensina as habilidades necessárias, mas sim os comportamentos e atitudes primordiais para seguir em frente no seu caminho.


Não levamos nada dessa vida, mas deixamos um legado de história. Assim, a nossa passagem servirá de inspiração e guia a outras pessoas. É nesse instante que nossa experiência encontrará outro atributo sem a qual esse aprendizado não fará sentido: a humildade. Humildade necessária para compartilhar e continuar aprendendo com aqueles com quem compartilhamos.


Hoje, 10 anos após a minha incursão pelo Caminho de Santiago, recebi novamente o chamado. Dia 28 de março será hora de partir novamente atrás do coelho branco.




17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page